Apenas serviços essenciais terão expediente no Governo de PE

64
Foto: Reprodução/Facebook

O governador Paulo Câmara estabeleceu neste domingo (22), por meio de decreto, que o atendimento presencial prestado por órgãos estaduais será substituído por atendimento remoto a partir desta segunda-feira (23). Ele orientou, ainda, a adoção de sistema de rodízio no caso dos serviços presenciais necessários às ações de enfrentamento à Covid-19 no Estado.

A iniciativa, é claro, busca reduzir a exposição dos servidores a eventuais fatores de risco e diminuir a velocidade de contágio do coronavírus em Pernambuco. Segundo o Governo, prestadores de serviço terceirizados que atuam na administração estadual também estão enquadrados no decreto.

As novas determinações, no entanto, não se aplicam aos serviços públicos essenciais e presenciais. Enquadram-se neste grupo, por exemplo, as áreas de saúde, segurança pública, prevenção e assistência social, transporte público, infraestrutura e recursos hídricos, abastecimento de água, segurança alimentar, sistema prisional e socioeducativo e defesa do consumidor.